Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
22/05/23 às 9h05 - Atualizado em 25/05/23 às 12h17

Técnicos da Seduh se preparam para oficinas participativas do PDOT

 

Curso de capacitação para os eventos contou com especialista nas temáticas de Território e Territorialização

 

RAQUEL FERNANDES

 

A uma semana da primeira oficina participativa que será realizada com a população de Vicente Pires, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) promoveu uma capacitação para os técnicos da pasta. Ao todo, serão 53 encontros com a sociedade para debater os assuntos relacionados a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) e, com isso, pensar a cidade que desejam para os próximos anos.

 

Professora Mauricéa de Santana conduziu a capacitação

“A proposta da capacitação é trazer mais conhecimento para que os técnicos saibam abordar melhor a população nas oficinas. Esperamos que na primeira oficina a população participe, que a gente consiga entender as questões que a sociedade tem e agregar isso ao nosso trabalho”, explicou a subsecretária de Políticas e Planejamento Urbano, Juliana Coelho.

 

Em um formato livre e participativo, a capacitação foi conduzida na última quinta-feira (18) pela professora de saúde pública da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e especialista nas temáticas de Território e Territorialização com atenção a comunidades vulneráveis e áreas periféricas, Mauricéa de Santana.

 

“Precisamos deixar claro que o papel daquele espaço é de diagnóstico, de leitura da realidade. Vamos olhar para cada território sob a lente, os olhos, a alma e o coração dos habitantes”, aconselhou Mauricéa.

 

O objetivo das oficinas é analisar as dificuldades de cada região e as relacionar com os conhecimentos técnicos, para assim, pensar em mudanças. “As oficinas participativas abrem canais de comunicação e participação popular. O propósito delas é elaborar perguntas e não respostas. As dificuldades e observações da população serão filtradas, relacionadas com os conhecimentos técnicos, e depois, aplicadas ao planejamento”, explicou a professora.

 

A metodologia apresentada foi a cartografia participativa, que permite “ler o território a partir da subjetividade dos sujeitos”. “Além de fazer a leitura teórica, a cartografia permite caminhar para as possibilidades de saída”, acrescentou Mauricéa.

 

Impressões

 

No treinamento, os técnicos ainda trouxeram preocupações com relação às respostas exigidas pela população, a tradução dos termos técnicos para a linguagem social, a sintetização dos problemas em resultados, e também, sobre como refletir os saberes e experiências reais da população.

 

A assessora da Subsecretaria de Políticas e Planejamento Urbano (Suplan), Silvia de Lázari, acredita que o curso ofereceu nortes para a realização das oficinas. “Esse entusiasmo que a professora demonstrou é importante para conduzirmos essa conversa com a população, conseguir ouvir e realmente entender o lado deles. É um marco divisor para fazermos coisas que realmente fazem a diferença”, comentou ela.

 

Oficinas participativas

 

Das 53 oficinas participativas previstas com a população, 35 serão realizadas sobre cada uma das regiões administrativas do Distrito Federal, reunindo o máximo possível de habitantes para debater os assuntos relacionados ao PDOT. Confira o calendário completo.

 

A grande novidade no planejamento do calendário para este ano são as outras 18 oficinas, que ocorrerão com vários segmentos da sociedade civil organizada para dar voz a diversos grupos na revisão do Plano Diretor. Cada segmento trata de diversos assuntos sensíveis à população, que vão desde regularização fundiária a igualdade de gênero.

 

Dinâmica

 

As oficinas participativas serão conduzidas a partir do próximo sábado (27) por pelo menos 15 técnicos da área de planejamento da Seduh, além de técnicos de outros setores da pasta. Os eventos envolverão uma dinâmica que contará com a participação popular. Elas também serão transmitidas no canal da secretaria no Youtube, chamado Conexão Seduh.

 

Os participantes serão divididos em grupos para debater temas diferentes. Há possibilidade de participar de mais de um grupo de discussão, caso a pessoa queira fazer sugestões sobre mais de um tema abordado.

 

Haverá também o registro de falas e percepções, debates em cada grupo, exposição dos principais temas discutidos e a construção de um relatório final da reunião que será divulgado posteriormente. Fôlderes e cartilhas impressas serão distribuídas durante a oficina, explicando sobre o processo.

 

Mais informações podem ser acessadas no site www.pdot.seduh.df.gov.br.

 

Acompanhe a Seduh nas redes sociais:
@SeduhDF
@SeduhDF
@SeduhDF
seduhdf.comunicacao@gmail.com